quarta-feira, 2 de julho de 2014

Procurando a Poesia II

para ver palavras aumentadas
luneta é instrumento de alargar coisas
carro, formiga e letra
poesia como invenção
é sapo com parafuso nas molas

o sol entre dois dedos
a um palmo de horizonte
onde se esconde amores
e diz-sabores

a poesia um dia te escreve
nas mãos de uma criança
com tintas para pinta-la
como lixeiro guardando recordações

"Besteira é coisa que não serve para adultos
A poesia serve de besteira" Ernesto 8 nos